Loading...
 

Follow the latest additions

 ::  Feed Coordination Groups
Feed Homogeneous Groups
Cidadãos, atores públicos e privados de territórios, vamos agir na co-responsabilide para o bem-estar de todos no presente e no futuro !
Quem somos nos ?
TOGETHER é uma rede associativa de territórios, atores coletivos e cidadãos agindo em seus espaços de vida (territórios, empresas, etc.), para promover a co-responsabilidade para o bem-estar de todos desde o presente e para a gerações futuras. Eles são representados no nossa rede ou como membros efetivos por território, ou diretamente como membros associados Para saber mais sobre a TOGETHER
Saber mais sobre o sentido da abordagem

SPIRAL é uma abordagem de progresso social co-construida pelos territórios de coresponsibilidade, hoje agrupados na Rede Internacional TOGETHER, sob o impulso inicial do Conselho da Europa.

A abordagem SPIRAL convide repensar o progresso da sociedade e da democracia …
  • A resposta à crise que vivemos agora passa pela construção do progresso social, até hoje abandonado, a noção de progresso limita-se essencialmente às ciências e tecnologias e ao aumento continuo da produtividade do trabalho e a produção de riquezas materiais que decorrem desde 2 séculos. Saber mais…
  • Repensar o progresso na sociedade e não só nas ciências e tecnologias implica uma revisão radical dos nossos modos de investigação e de construção do conhecimento.A construção do progresso social diz respeito a todos. Passa assim pela co-construção intersubjetiva radicalmente diferente da investigação que prevalece na abordagem cientifica, mas com regras e critérios do mesmo nível de verificação e de validação. Saber mais...
  • Estas regras da co-construção intersubjetiva do progresso social convergem com as de uma verdadeira democracia direta e inclusiva, ou democracia colaborativa, complemento indispensável da democracia representativa. Não são restrições impostas mas elas liberam o pensamento e a expressão de todos e decorrem na expressão da inteligência coletiva à escala da sociedade.
sobre o objetivo do bem-estar de todos hoje e no futuro pela coresponsabilidade.
  • A co-construção intersubjetiva do progresso social não pode fazer-se sem um objetivo universalmente partilhado. O objetivo o mais justo e o mais suscetível de assegurar a adesão de todos é o bem-estar de todos, gerações futuras incluídas e do planeta em geral. Partilhar este objetivo significa que sentimo-nos todos coresponsáveis. A coresponsabilidade para o bem-estar de todos hoje e no futuro é a expressão a mais clara deste objetivo.
  • Dois tipos de argumentos legitimam a escolha da coresponsabilidade para o bem-estar de todos como linha diretriz do progresso social: por um lado a grande eficiência graças à abertura dos recursos, dos conhecimentos, das responsabilidades que permite, numa atmosfera de colaboração e confiança que visa evitar custos importantes de controlo e segurança; por outro lado a sua relevância porque é diretamente gerador de bem-estar à todos os níveis, saber mais...
  • A sistematização destes argumentos e a comunicação cerca deles é um processo indispensável para reforçar a credibilidade e a adesão do maior número de cidadãos com este objetivo (ver o Projeto Político e de Investigação de TOGETHER) e impedir as formas de isolamento de si mesmo e de defesa dos privilégios reais ou supostos que constituem obstáculos ao progresso social.
Aprender juntos para avançar com este objetivo...
  • Co-construir a coresponsabilidade para o bem-estar de todos hoje e no futuro é um processo de aprendizagem coletivo à escala da sociedade. Um tal processo deve dispor de um âmbito concetual e metodológico comum e de uma organização que permite desenvolver este processo. A abordagem SPIRAL visa co-construir este âmbito e a rede TOGETHER e criar dinamizadores SPIRAL que gerarem condições do seu desenvolvimento. Saber mais…
  • Duas dimensões da abordagem são complementares: uma dimensão territorial para co-construir a coresponsabilidade à partir do nível local. E uma abordagem global para precisar e promover os quadros legais e políticos públicos que devem ser aplicados aos níveis nacional, europeu e mundial. O projeto CO-ACTE introduz esta segunda dimensão na abordagem SPIRAL. Saber mais...
  • Nascidos no Conselho da Europa no âmbito da sua estratégia e do seu plano de ação para a coesão social, a abordagem SPIRAL e a rede TOGETHER funcionam agora de maneira autonoma. Parcerias foram desenvolvidos com todas as organizações que se inscrevem nos mesmos objetivos e contribuam dar respostas complementarias entre si num processo global partilhado. Saber mais...
envolve um processo de pesquisa-ação social nas várias dimensões.
  • Em síntese, a construção do progresso social para a coresponsabilidade para o bem-estar de todos implica um processo de investigação-ação à escala da sociedade à vários níveis, todos indispensáveis:
  1. Uma investigação sobre os princípios da co-construção intersubjetiva como modo de produção de conhecimentos com um nível de legitimidade comparável com o da investigação cientifica. Uma tal investigação exige voltar às fundações e ao sentido do conhecimento e da sua produção.
  2. Uma investigação sistematizando os argumentos que legitimam a escolha do bem-estar de todos e da coresponsabilidade como objetivo do progresso social. É o projeto político e de investigação da rede TOGETHER.
  3. Uma investigação-ação para evoluir nos métodos e saber-fazer da construção da coresponsabilidade para o bem-estar de todos. Isto é o papel da comunidade dos dinamizadores SPIRAL, ao nível nacional de cada país e ao nível internacional.
  4. A co-construção intersubjetiva de um projeto político de transformação dos quadros legais e das políticas públicas para permitir à sociedade evoluir para a coresponsabilidade e o bem-estar de todos hoje e no futuro. Isto é o projeto CO-ACTE.
  • A condução de cada um destes 4 níveis precisa de um processo de “espiral” porque este processo está conduzido no primeiro lugar por um pequeno grupo de pessoas e alarga-se pouco a pouco para co-construir progressivamente o viver juntos com o conjunto dos assuntos à escala de cada território e às escalas nacional, continental e mundial.
  • Para concluir, estes processos implicam uma sêxtupla mudança de paradigma: na conceção do progresso, do conhecimento, da democracia, da sociedade, da economia e do papel dos poderes públicos.
Tome conhecimento e participe no enviado ao Secretario Geral das Nações Unidas pelo Concelho das Alianças no 20 de Março de 2022 por ocasião do Dia Mundial da Felicidade o Conselho de Alianças.
Saber mais sobre o Conselho das Allianças
O Conselho de Alianças é uma estrutura informal de acção-investigação que reúne actores de campo, decisores políticos e investigadores/académicos. Lançada em 2015 para identificar e promover a investigação necessária para desenvolver a co-responsabilidade, é, desde o início de 2021, gerida em parceria entre a Rede TOGETHER e a Universidade Fernando Pessoa do Porto. O Conselho de Alianças reúne-se trimestralmente por ocasião da reunião trimestral da TOGETHER para analisar o progresso do seu trabalho. Hoje propõe um Manifesto e Apelo à Co-responsabilidade.
Saiba mais sobre o Manifesto e Apelo à Co-responsabilidade

A humanidade encontra-se num momento crítico da sua história. Através das suas actividades, que se tornaram excessivas, está a expor o planeta a riscos extremamente graves (aquecimento global, poluição do solo, da água e da atmosfera, destruição dos ecossistemas naturais e da biodiversidade, acidificação dos oceanos, invasão de plásticos no fundo do mar, etc.). Mais do que tudo, é incapaz de provocar as mudanças necessárias para pôr fim a estas tendências catastróficas. As conclusões da COP 26 confirmam mais uma vez que os compromissos assumidos ficam muito aquém do que é necessário. Trata-se mais de "lavagem verde" do que de uma verdadeira vontade de mudar. Além disso, a paz entre nações está cada vez mais ameaçada pelo surgimento de novas áreas de tensão e guerra.

No entanto, existem soluções para acabar com toda a destruição, proteger o património natural, e fazer as reparações necessárias sempre que possível, garantindo ao mesmo tempo paz e bem-estar para todas as mulheres e homens e para a vida em geral. Requerem uma mudança radical no modo de vida, cooperação e organização económica e social, e exigem uma mobilização geral, não só dos Estados e das autoridades públicas, mas de todos os actores públicos, privados e cidadãos, cada um ao seu próprio nível de responsabilidade.

Por outras palavras, exige uma co-responsabilidade de todos os seres humanos, individuais ou colectivos, em relação a um projecto global unanimemente partilhado, um projecto em que cada tipo de actor assume as suas próprias responsabilidades para assegurar, em conjunto e em consulta, o bem-estar de todos, incluindo as gerações futuras, e o do planeta e a boa vida em conjunto. Este é o objectivo do Manifesto e do Apelo à Co-responsabilidade. Clique aqui para aceder à versão mais recente.

Participe no Forum Internacional do Bem Viver em Grenoble (França)
nos dias 29 e 30 de Junho e 1 de Julho 2022 onde sera debatido o Manifesto e Apelo a Coresponsabilidade.
e no II CONGRESSO INTERNACIONAL DE AÇÃO HUMANITÁRIA E COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO
do 6 a 9 de junho 202 onde a coresponsabilidade sera também um dos temas debatido. Ver o programa – Para se inscrever clique aqui
Participe ao projeto : Juntos aprendamos a fazer as escolhas certas” para o bem estar de todos e da Terra

O projeto “Juntos aprendamos a fazer as escolhas certas” foi lançado no 4° Encontro Internacional de Territórios de Co-responsabilidade em novembro 2020. Pode participar ao projeto como cidadão (individuo ou familia, ou pessoas que moram em um mesmo lugar, um grupo de amigos), ator coletivo (empresa, escola, associação, etc.) ou entidade territorial (municípios, plataforma local, etc) seguindo esse guia, ou enviando um e-mail para contact(at)wikispiral.org

Para saber mais sobre o projeto
"Aprendamos a fazer as boas escolhas" é um projeto que visa promover a aprendizagem compartilhada das boas escolhas » (entre outros de consumo), para assegurar o bem-estar de todos e do planeto. Lançado no 4° Encontro Internacional de Territórios de Co-responsabilidade em novembro 2020, ele serve de referência para a Rede TOGETHER nos próximos anos. Vocês estão convidados ao Projeto descobrir o projeto? et ses ateliers participativos? e a participar enviando um e-mail para contact(at)wikispiral.org

Desde o o 4° Encontro Internacional de Territórios de Co-responsabilidade em novembro 2020, um encontro da Rede realiza-se no fim de cada trimestre para acompanhar o projeto.

Saber mais sobre os encontros trimestriais
Este primeeiro encontro permitiu fazer um primeiro balanço do projeto cinco meses apos o seu lançamento e debater sobre os proximos passos.

Para ver o relatorio cliquar aqui

Este segundo encontro trimestral incluiu 1) uma nova avaliação do projecto de manhã; e 2) à tarde, uma sessão de intercâmbio sobre o tema "Reduzir as emissões de GEE dos Serviços Públicos, aumentando simultaneamente a sua qualidade", organizada em parceria com a Universidade Fernando Pessoa do Porto. Foi a oportunidade para relançar o Conselho de Alianças entre ONG (actores no terreno, redes), investigadores e decisores políticos públicos.

Para ver o relatorio cliquar aqui

Esta terceiro Encontro Trimestal é dedicada à identificação das responsabilidades dos diferentes tipos de actores numa dinâmica partilhada de co-responsabilidade para assegurar o bem-estar de todos e a preservação das condições de vida na terra, em particular a redução dos gases com efeito de estufa.

A quarta reunião trimestral teve lugar em duas partes: 1) uma nova avaliação do projecto de manhã: que melhorias devem ser introduzidas nos instrumentos de intercâmbio propostos; e 2) à tarde, uma reunião do Conselho das Alianças sobre o seguimento do manifesto elaborado ao longo dos últimos meses.

Tal como a quarta reunião trimestral, esta quinta reunião trimestral realizou-se em duas partes: 1) uma nova avaliação do projecto pela manhã: que melhorias deverão ser introduzidas nos instrumentos de intercâmbio propostos; e 2) à tarde, uma reunião do Conselho das Alianças, desta vez com a finalização do Manifesto antes de o submeter ao Secretário-Geral das Nações Unidas por ocasião do Dia Mundial da Felicidade, 10 anos após o seu lançamento.

Vimeo

Espaço utilizador



A coresponsabilidade para o bem-estar de todos: 6 mudanças de paradigma
  • Progresso

    Progresso

    Do crescimento do PIB ao bem-estar de todos, hoje e no futuroSaber mais

  • Democracia

    Democracia

    De uma democracia representativa à conjunção entre uma democracia colaborativa e representativa

    Saber mais
  • Atores públicos

    Atores públicos

    Do Estado providência ao um papel de facilitador e garante dos processos de coresponsabilidade

    Saber mais
  • Conhecimento

    A produção de um conhecimento

    De um conhecimento compartementalisé e protegido ao um conhecimento aberto e co-construído

    Saber mais
  • Economia

    Economia

    De uma economia dissociativa e competitiva à uma economia aberta e colaborativa

    Saber mais
  • Sociedade

    Sociedade

    De uma sociedade objeto à uma sociedade sujeito

    Saber mais
Uma abordagem eficaz para co-construir uma resposta adequada à crise...
...em parceria com:

Page last modified on Friday 06 of May, 2022 17:25:37 UTC
Print
  • World
    • No language is assigned to this page.